Massagem tântrica: a técnica para se conectar com o corpo e o prazer

Massagem Tântrica
Massagem tântrica: elevando as possibilidades sensoriais

 

A massagem tântrica estimula e acorda todas as áreas do corpo, potencializando a capacidade sensorial corporal ao prazer. A energia estagnada e bloqueada em determinadas partes é distribuída para outras, restabelecendo o fluxo energético. Ou seja, o prazer é potencializado pois é sentido, através da massagem, por todo o corpo, inclusive pelos genitais, mas não somente.

Apesar do nome, a massagem tântrica não é exatamente uma massagem – ou, pelo menos, não é só isso. E, embora de cara nos faça lembrar de sexo tântrico, também não é só sobre sexo. A técnica, que tem origem na filosofia do tantra na Índia, tem como objetivo final o autoconhecimento. E, assim, o prazer e o bem-estar.

Um tratamento pelo tantra tem três passos: pré-avaliação por telefone ou mensagem, entrevista e massagem. As duas primeiras funcionam para o profissional entender qual o problema e, a partir disso, aplicar a massagem tântrica, que também é feita em duas etapas. Primeiro, por diferentes partes do corpo, em que a pessoa guia o profissional para encontrarem juntos os seus pontos de excitação. Depois, a massagem é feita nas partes íntimas, de acordo com a avaliação feita pelo profissional.

A técnica é baseada na premissa de que existe uma ligação direta entre saúde mental e disfunção sexual e de que a cura está no corpo – não só para problemas ligados à sexualidade, mas também para questões como depressão, vergonha e insegurança. Cada questão – falta de libido, de orgasmo, vergonha, entre outras – vai pedir uma abordagem específica.

Para as profissionais, o mundo cheio de distrações em que vivemos afeta a capacidade de perceber as emoções e focar no prazer. É possível compreender tudo sobre suas inseguranças, mas, ainda assim, não conseguir lidar com elas. Esse é o objetivo da massagem tântrica: sentir os medos para livrar-se deles.

Deixe uma resposta

Fechar Menu